• Comunicação CRMV-RN
  • 18/12/2018

Médicos Veterinários discutem a Leishmaniose em Natal

CRMV-RN participa do evento

O vice-presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio Grande do Norte, Dr. José Arimateia, está participando da Jornada de Leishmaniose, que acontece em Natal nesta terça (18) e quarta-feira (19).  A abertura foi durante a manhã com a palestra de Dra. Selma Maria Bezerra Jerônimo. A médica destacou o perfil da doença em humanos e o impacto das coinfecções.

A leishmaniose, também conhecida popularmente como calazar, é uma doença que afeta principalmente cães e gatos, além do homem. Em zonas urbanas, os cães são o principal reservatório da doença.

"Em humanos, as leishmanias são transportadas pela corrente sanguínea para todo o corpo do hospedeiro, afetando principalmente os órgãos como fígado e baço. Se ela não é tratada, a pessoa pode morrer", alertou Dr. Arimateia. 

A médica veterinária, Dr. Romeika Reis, falou sobre vacinas e tratamento, além dos aspectos técnicos e legais. "O tratamento só pode ser feito por médicos veterinários com medicamentos aprovados pelo Ministério da Saúde e com todo o controle do mecanismo de transmissão, já que o vetor pode continuar picando o cão e , assim, transmitir a doença ao ser humano. Quanto a vacinação, é preciso saber que ela não cura a doença. O tratamento e a própria vacinação são as opções. Os animais doentes devem ser castrados para não transmitirem a doença aos seus descendentes e, no geral, eles deverão ser eutanasiados", frisou Dr. Romeika. O modelo inovador de vigilância e controle da Leishmaniose no município de Natal, também está na pauta das discussões. "

Ver todos

Morre o médico veterinário Dr. Jussier Jurandir

CRMV-RN, vem profundamente lamentar o falecimento do médico veterinário Dr. Jussier Jurandir.

Pesquisa de mestrado aponta alto índice de cães no RN infectados pelo agente causador da Doença de Chagas

Pesquisa durou dois anos e foi realizada em municípios do interior do estado

Saiba como pagar sua anuidade 2019

Quem pagar até 31 de janeiro tem desconto de 15%