• Comunicação CRMV-RN
  • 08/02/2019

Sistema eletrônico de registro de anotação de responsabilidade técnica é tema de encontro no CFMV

Encontro aconteceu no início do mês em Brasília


Para facilitar o controle e agilizar as demandas de requisições de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) lançou, em setembro de 2018, o Sistema de ART Eletrônica (e-ART), integrado ao Sistema de Cadastro de Profissionais e Empresas (Siscad). Trata-se do registro do médico-veterinário ou zootecnista que responde técnica, ética e legalmente pelas atividades desenvolvidas em determinada empresa. O objetivo é assegurar à sociedade que os serviços prestados pelos estabelecimentos são realizados e supervisionados por um profissional habilitado, garantindo segurança técnica e jurídica. 

Para debater o assunto e esclarecer as dúvidas sobre o sistema eletrônico, representantes de vários Conselhos Regionais de Medicina Veterinária (CRMVs) e do CFMV se reúnem entre os dias 05 a 07 de fevereiro, na sede do Conselho Federal. O CRMV-RN foi representado pelo assessor administrativo Felipe Viana.


O presidente do CFMV, Francisco Cavalcanti de Almeida, participou da abertura do encontro. Ele destacou a inovação do Conselho Federal e a importância de ter um sistema nacional garantindo a qualidade do serviço prestado à sociedade. “A iniciativa é um grande passo para o fortalecimento do Sistema, principalmente para agilizar situações emergenciais, como registro de responsável técnico de eventos, por exemplo”, declarou.

Ao abrir o primeiro dia do evento, o diretor do Departamento de Tecnologia da Informação do CFMV, Marcos Del Fiaco, relatou que o encontro pretende, além de informar e debater a questão, escutar a opinião e anseios de cada Regional e, em conjunto, achar soluções para melhor atender a população.

Logo na primeira apresentação, os participantes puderam tirar as dúvidas sobre quem é o responsável técnico, área de atuação e papel dos Conselhos Federal e Regionais. O assunto foi abordado pelo presidente da Comissão Nacional de Responsabilidade Técnica do CFMV, Irineu Benevides Filho. “O RT está em vários lugares: na indústria de leite, carne, supermercado, clínicas etc. Ele é a figura máxima de proteção da sociedade”. Ele explica que toda prestação de serviço que seja passível de ação do médico-veterinário ou do zootecnista exige a ART. “E qualquer desvio profissional pode gerar responsabilidade ética, civil e/ou penal”, alerta Benevides.

No encontro, também estão previstas palestras técnicas e dinâmicas de grupos. O evento culmina em oficinas de mapeamento de processos e apresentação do Projeto de Recadastramento e Carteira de Identidade Profissional.

RT

As atividades da Medicina Veterinária e Zootecnia sujeitas à Anotação de Responsabilidade Técnica estão previstas nos artigos 5º e 6º da Lei nº 5.517/68, artigo 3º da Lei nº 5.550/68 e Resolução nº 287/1998, do Conselho Nacional de Saúde

Tecnologia

Com a implantação da ferramenta instituída por meio da Resolução CFMV nº 1.228, de 20 de setembro de 2018, um processo de ART que durava, em média, de 15 a 30 dias, agora passa a ser homologado em dois dias úteis.

Como está integrado ao Siscad, o e-ART cruza os dados dos profissionais com os dos estabelecimentos e verifica eletronicamente se os critérios estão satisfeitos para a concessão da ART.

Ao final do pedido, se estiver tudo em conformidade, o profissional já gera o boleto para pagamento e, após o prazo de dois dias úteis necessários para compensação da taxa, o registro está concluído. Mais um motivo para que os profissionais e as empresas mantenham os cadastros atualizados no Siscad e, assim, aproveitem desse benefício. 

Antes da solução digital, o profissional precisava ir pessoalmente ao conselho regional do estado, levar toda a documentação em papel, aguardar a análise da papelada, e, posteriormente, voltar para assinar o contrato.

Com exceção de Minas Gerais e Mato Grosso, que possuem sistemas próprios, a ferramenta está disponível para todos os conselhos que integram o Sistema CFMV/CRMVs.

A iniciativa visa inovar cada vez mais a gestão e desenvolver ferramentas que auxiliem o trabalho dos regionais no dia-a-dia, oferecendo serviços online de qualidade aos profissionais.

Com informações da assessoria do CFMV.

Ver todos

GLOBO RURAL: Zootecnista desenvolve 'bife' para abelhas enfrentarem seca no RN

Ração barata tem evitado abandono dos insetos em colmeias da região.

Ufersa abre processo seletivo para professores substitutos com vagas para médicos-veterinários

Oportunidades são para trabalho no Centro de Ciências Agrárias, em Mossoró, com salário de até R$ 3.130,85,.

Plenário da Câmara conclui votação de projeto que regulamenta vaquejada

Projeto agora segue para sanção presidencial.

Presidentes do CFMV e da Câmara dos Deputados se reúnem em Brasília

Em pauta, o Projeto de Lei sobre bem-estar animal, que conta com contribuição de médicos-veterinários e zootecnistas