• Comunicação CRMV-RN
  • 09/09/2019

Dia 9 de setembro é o Dia do Médico Veterinário

Rio Grande do Norte tem 1.001 profissionais em exercício e inscritos no CRMV-RN.

Ao longo de 50 anos de regulamentação da profissão, os médicos-veterinários trabalham para manter a vida e o equilíbrio do planeta. Eles cuidam da saúde animal, humana e do meio ambiente, concentrados na chamada Saúde Única. A profissão também contribui para o desenvolvimento econômico e social do país, com atuação em mais de 80 áreas, e é celebrada no dia 9 de setembro – o Dia do Médico Veterinário. 

A data é comemorada porque foi em 9 de setembro de 1933, que o então presidente do Brasil, Getúlio Vargas, assinou o decreto lei nº 23.133, sobre o ensino da Medicina Veterinária. Os cursos já existiam desde 1910. A nº 5.517, de 23 de outubro de 1968 regulamentou a profissão.

Atualmente, o Rio Grande do Norte tem 1.001 profissionais inscritos e em atuação, de acordo com os dados do Conselho Regional de Medicina Veterinário – autarquia federal que tem a responsabilidade de regulamentar e fiscalizar a profissão, bem como servir como órgão consultivo do poder público.  

O trabalho do médico-veterinário vai muito além das clínicas e dos consultórios veterinários, destinados aos animais de companhia: eles atuam em atividades ligadas à produção dos alimentos de origem animal que chegam à mesa do consumidor; têm papel fundamental na agropecuária brasileira; podem trabalhar como consultores, responsáveis técnicos, docentes e peritos criminais, judiciais e administrativos; exercem atividades em laboratórios para análise de solo, para análise da água e domissanitários (saneantes destinados ao uso domiciliar); realizam pesquisas em alimentos; participam da produção de vacinas e de medicamentos de uso animal, entre outros.

No caso da saúde pública, por exemplo, a categoria foi integrada, em 2011, às equipes multiprofissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf). Isso significa que, desde então, os médicos-veterinários têm a chancela do governo federal para atuar ao lado de outros profissionais que trabalham pela qualidade da atenção básica à saúde nos municípios brasileiros. Treze anos antes, em 1998, a Medicina Veterinária já havia sido reconhecida pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) como profissão da área de saúde.

É o médico-veterinário quem realiza visitas domiciliares para o diagnóstico de risco à saúde na interação entre os seres humanos, os animais e o meio ambiente. A Saúde Única visa promover a cooperação e colaboração entre médicos veterinários e demais profissionais de saúde e meio ambiente para promover a saúde e o bem-estar de todas as espécies animais e vegetais.


Ver todos

Pesquisa em Zootecnia analisa respostas dos cães huskies às condições climáticas tropicais

Tutores de animais da raça podem participar de estudo realizado em curso de doutorado pela UFPB.

CFMV recebe indicações de médicos-veterinários militares para concorrer a comenda até 28 de fevereiro

Comenda Muniz de Aragão será concedida anualmente no dia 17 de junho, a partir deste ano.

OIE lança o Desafio contra a Peste Bovina no mundo

Papel do Médico-Veterinário no combate à doença é imprescindível. Campanha vai até 12 de fevereiro.

Pesquisa quer analisar e propor melhorias na interação entre médico-veterinário e tutor; participe

Profissionais e tutores podem responder a formulário. Estudo é realizado por estudantes de Medicina Veterinária.

Confira prazos da Eleição CRMV-RN 2020

Eleitores devem estar em dia com o conselho e informar se quiser votar por correspondência.