• Comunicação CRMV-RN
  • 14/10/2020

14 de outubro é Dia Nacional da Pecuária

Parabeniza todos os pecuaristas, os profissionais que atuam no setor e destaca o trabalho fundamental dos Médicos-Veterinários e Zootecnistas

O Dia Nacional da Pecuária é comemorado hoje, 14 de outubro. A atividade é uma das principais impulsionadoras da economia brasileira, representa 8,5% do PIB nacional e dá ao país um papel de protagonismo mundial. 

De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), o Brasil produz 10 milhões de toneladas de carne bovina. Desse total, 20,8% são negociados para dezenas de países ao redor do globo terrestre.

Nesta data, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio Grande do Norte (CRMV-RN) parabeniza todos os pecuaristas, os profissionais que atuam no setor e destaca o trabalho fundamental dos Médicos-Veterinários e Zootecnistas, que contribuem com os resultados que vêm sendo alcançados pela pecuária brasileira.

A atuação dos profissionais da Medicina Veterinária e da Zootecnia garantem produção com altos padrões de qualidade, sanidade dos rebanhos, segurança dos alimentos de origem animal, sustentabilidade dos pastos, aumento de produtividade e redução de perdas.

Ver todos

Fiscalização do CRMV-RN é destaque no Rio Grande do Norte

Reportagens na imprensa do estado mostraram atuação do regional junto a hotéis para pets.

Terapias com ozônio e células-tronco são regulamentadas para tratamento de animais

Resoluções do CFMV foram publicadas nesta sexta-feira (23) no Diário Oficial da União.

NOTA DO CRMV-RN: Médico-veterinário é o profissional responsável técnico pelos alimentos de origem animal

Autuação do Regional em queijeiras segue legalidade e visa garantia de qualidade sanitária dos produtos.

Dia D da Vacinação Antirrábica acontece neste sábado (24) em Natal e Mossoró

Veja locais de atendimento nas duas cidades. Campanhas são realizadas pelos municípios.

Semana da Conciliação do CRMV-RN tem nova data: de 9 a 30 de novembro

Atendimentos serão limitados a cinco por turno, por causa da pandemia do novo coronavírus.